Wassef, ex-advogado da família Bolsonaro, teria recebido R$ 2,7 mi do Sistema S irregularmente, diz MPF

Foto: Reprodução

O advogado Frederick Wassef, alvo de operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira (9/9), é investigado por ter recebido de forma irregular R$ 2,7 milhões de dinheiro público. O montante teria sido obtido por meio de contratos realizados entre o escritório da ex-procuradora Luiza Nagib Eluf e a Fecomércio do Rio de Janeiro, segundo a PF.

O esquema é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF). Ao todo, 26 pessoas, entre elas 23 advogados e o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, foram denunciados.

Frederick Wassef atuou na defesa da família do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) até junho deste ano, quando resolveu se afastar para, segundo ele, não prejudicar o presidente.

CNN BRASIL

Escreva sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.