A carta na manga para salvar Aécio do isolamento

Correligionários de Aécio Neves já construíram uma tese para derrubar a decisão da 1ª turma do Supremo que determinou o afastamento do mandato e o recolhimento noturno do senador.

Durante a sessão de amanhã, quando as excelências vão deliberar sobre o futuro do colega, integrantes da bancada do PSDB lançarão mão de uma frente para enfraquecer as turmas do tribunal – cada uma delas, formada por cinco ministros.

Eles defenderão que, dada a gravidade de uma sentença que impeça um parlamentar de exercer seu mandato, medidas como essa só têm valor se proferidas pelo plenário da corte.

Farão um paralelo com as regras impostas para o impeachment de presidente da República, que só pode ser votado no Congresso em sessões com quórum qualificado.

Radar Online

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.