Principal cientista de projeto nuclear iraniano é morto; o governo iraniano acusa Israel pelo ataque


Foto: Fars News Agency via AP

O principal cientista por trás do projeto nuclear iraniano, Mohsen Fakhrizadeh, foi morto nesta sexta-feira (27) em Damavand, na província de Teerã. Segundo o Ministério da Defesa do Irã, ele estava em um carro quando foi baleado e chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu. Testemunhas afirmam ter ouvido o barulho de uma explosão e em seguida o som de rajadas de metralhadoras.

O governo iraniano acusa Israel pelo ataque. Segundo o jornal “New York Times”, o cientista era um dos maiores alvos da Mossad, o serviço de inteligência israelense. O porta-voz do gabinete do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu afirmou que ele não comentaria a morte de Fakhrizadeh.

Mais >

Transações com Pix têm que pagar imposto, defende Guedes


Paulo Guedes, ministro da Economia, voltou a defender a criação de um imposto nos moldes da antiga CPMF, isto é, um tributo sobre transações financeiras. Em uma conferência online realizada na quinta-feira (19), o ministro declarou que pretende abordar o assunto após o segundo turno das eleições municipais.

Para Paulo Guedes, o imposto deve ser cobrado sobre transações digitais, sobretudo aqueles realizadas pelo Pix, sistema de transferências e pagamentos instantâneos que entrou em operação no Brasil em 16 de novembro.

A alíquota ainda teria que ser definida, mas o ministro defende taxas de 0,10% ou 0,15% sobre cada transação — no ano passado, o Ministério da Economia previu uma alíquota de de 0,4%: 0,2% de quem paga mais 0,2% de quem recebe.

Mais >

Beto Freitas e a má fama de espancar suas companheiras


Por violência contra a primeira esposa, Beto Freitas foi preso duas vezes, enquadrado na Lei Maria da Penha, por agredir a companheira. Passou seis meses preso e, quando saiu, não podia mais se aproximar dela devido a uma medida restritiva.

A segunda esposa de Beto, Marilene Santos Manuel, 40, com quem teve três filhos, rendeu-lhe o relacionamento mais duradouro. Foram quase 20 anos juntos. No fim, no entanto, as brigas do casal eram constantes e culminaram em violência doméstica.

João Batista Rodrigues Freitas tinha forte liderança sobre torcidas organizadas de bairros e era torcedor ativo do Esporte Clube São José, time da Série C do Campeonato Brasileiro. Beto passou a fazer parte da torcida organizada do time, Os Farrapos.

Veja o conteúdo na íntegra, aqui.

Biden vai nomear a 1ª mulher para liderar a inteligência dos EUA e o 1º latino para Segurança Interna


Foto: Montagem/Biden-Harris-Transition

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira (23) que vai nomear Avril Haines para ser diretora nacional de inteligência e Alejandro Mayorkas para chefiar o DHS (Departamento de Segurança Interna, em tradução livre)— a primeira mulher e o primeiro latino-americano a ocuparem os respectivos cargos.

A nomeação de Mayorkas é considerada simbólica porque ele, nascido em Cuba e naturalizado americano, ficará na chefia do departamento responsável pela imigração e pela patrulha de fronteiras. No caso de Haines, a principal atribuição dela será supervisionar os relatórios de inteligência enviados à Casa Branca, em um cargo criado depois dos atentados de 11 de Setembro de 2001.

Mais >

Boeing 747 Jumbo da British Airways pega fogo após ser aposentado; o 747-400 foi fabricado em 1994


Foto: Reprodução/Aeroin.net

Um Jumbo que era da British Airways acabou pegando fogo em seu segundo andar enquanto estava estocado na Espanha. O 747-400 em questão é o de matrícula G-CIVD, fabricado em 1994 e entregue direto para a empresa britânica, que o aposentou em agosto deste ano, como parte do plano da aposentadoria do Boeing 747 na empresa.

Em 2014 a aeronave recebeu os adesivos e pintura alusiva à oneworld, aliança de empresas aéreas fundada pela própria British em 1999. Por muitas vezes este avião voou para o Brasil na rota Londres – São Paulo.

Mais >

Campanha de Trump retira ação que questionava votação em Michigan


Foto: Reprodução

A campanha do presidente Donald Trump, que perdeu a reeleição para o candidato democrata Joe Biden, anunciou nesta quinta-feira (19) ter retirado o processo em que tentava parar a contagem de votos no estado de Michigan. Apesar de Biden ter vencido a eleição presidencial americana, o atual presidente não reconheceu o resultado e entrou com uma série de ações na Justiça para tentar reverter a derrota.

Sem apresentar provas, Trump alega uma suposta fraude na apuração de alguns estados em que perdeu (entre eles, Michigan). Todos são estados-chave em que o republicano perdeu. Mas até agora nenhuma autoridade reportou qualquer irregularidade na contagem dos votos.

Mais >

Com infecções em alta, médicos dos EUA pedem que Trump compartilhe dados da Covid-19 com Biden


Foto: Robert F. Bukaty/AP Photo

Médicos e enfermeiros dos Estados Unidos pediram em uma carta publicada nesta terça-feira (17) que o governo de Donald Trump compartilhe dados cruciais da Covid-19 com a equipe de transição do presidente eleito Joe Biden para evitar atrasos desnecessários no combate à pandemia, enquanto as infecções e hospitalizações por coronavírus estão em disparada no país.

Mais >

Ataque suicida em restaurante na Somália deixa mortos; grupo terrorista Al-Shabab, ligado à Al-Qaeda, assumiu autoria do ataque


Foto: AFP

Um atentado suicida em um restaurante de Mogadíscio, capital da Somália, matou cinco pessoas e feriu outras dez nesta terça-feira (17), informaram fontes de segurança. Duas das vítimas eram policiais. O ataque foi atribuído ao grupo terrorista Al-Shabab.

Segundo relatos de autoridades e de testemunhas, o assassino se explodiu assim que entrou no restaurante. O estabelecimento fica localizado perto de uma academia de polícia da capital somali.

Mais >

Pentágono anuncia retirada de parte dos militares dos EUA no Iraque e no Afeganistão


Foto: Charles Dharapak/Arquivo/AP Photo

O Pentágono anunciou nesta terça-feira (17) a redução do contingente militar dos Estados Unidos no Afeganistão e no Iraque até 15 de janeiro — ou seja, cinco dias antes de o democrata Joe Biden tomar posse como presidente dos EUA. No Afeganistão, o número de militares americanos cairá de 4,5 mil para 2,5 mil. No Iraque, a redução será mais tímida: apenas 500 voltarão para casa, restando outros 2,5 mil soldados em solo iraquiano.

A decisão, criticada mesmo por aliados diretos do presidente americano no Congresso (leia mais adiante sobre o assunto), faz parte de uma das bandeiras de campanha de Donald Trump. Ainda assim, a retirada será mais tímida do que o republicana gostaria: a ideia era um retorno total dos militares dos EUA em serviço nesses países.

Mais >

Presidente interino do Peru, Manuel Merino renuncia com menos de uma semana no cargo; ele assumiu depois do impeachment de Martin Vizcarra


Foto: Reprodução/Agência Andina

O presidente interino do Peru, Manuel Merino, renunciou ao cargo neste domingo (15), o seu quinto dia no poder. Ele enfrentava uma onda de protestos que pediam a sua saída. Nesses atos, duas pessoas morreram. Também houve pessoas feridas.

Merino assumiu a presidência na última terça-feira (11). Ele foi nomeado depois que o Congresso afastou Martin Vizcarra do governo por acusações de aceitar propina durante seu período como governador –o que ele nega.

Congressistas contra Merino

O atual líder do Congresso, Luis Valez, já havia dito neste domingo (15) que os líderes haviam concordado em pedir a renúncia imediata de Merino. Duas pessoas morreram no sábado durante protestos contra a presidência de Merino.

O coordenador nacional de direitos humanos do Peru disse que 102 pessoas ficaram feridas e pelo menos 41 estão desaparecidas. O Ministério da Saúde informou que 63 pessoas foram hospitalizadas após sofrerem ferimentos ou inalar gás lacrimogêneo. Pelo menos nove tiveram ferimentos a bala, disseram as autoridades.

A saída de Vizcarra

No dia 9 de novembro, Martin Vizcarra deixou formalmente o governo após o Congresso aprovar um impeachment por “incapacidade moral”. O ex-presidente foi denunciado por receber propinas quando era governador em 2014, o que ele nega.

Desde então, peruanos fizeram marchas e atos políticos nas ruas para protestar contra a destituição de Vizcarra. No sábado, os manifestantes lotaram as praças no centro de Lima.

Trump ‘reconhece’ vitória de Biden, mas culpa fraudes


Foto: Getty images/AFP

Pela primeira vez desde a confirmação do triunfo de Joe Biden na eleição presidencial nos Estados Unidos, em 7 de novembro, o republicano Donald Trump reconheceu neste domingo (15) que o democrata “venceu” a disputa, mas culpando fraudes não comprovadas pelo resultado.

Mais >

Apoiadores de Trump se reuniram para “denunciar”, sem provas, uma suposta fraude na vitória do democrata Joe Biden


Foto: AP Photo/Evan Vucci

Um grupo de apoiadores do presidente americano Donald Trump faz um protesto neste sábado (14), em Washington, contra o resultado das Eleições dos Estados Unidos. Os manifestantes se reuniram para “denunciar”, sem provas, uma suposta fraude na vitória do democrata Joe Biden.

Reunidos na Freedom Plaza, próximo à Casa Branca, seguidores de Trump esperavam a saída do presidente para sua partida de golfe. O comboio passou pelo grupo, que gritava por “Mais quatro anos! Mais quatro anos!”

Mais >

Trump afirma que ‘tempo dirá’ que administração estará no futuro à frente dos EUA


Foto: AP Photo/Evan Vucci

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, falou publicamente pela primeira vez nesta sexta-feira (13) desde que as projeções apontaram sua derrota para Joe Biden, e afirmou que “o tempo dirá” qual será a administração dos EUA no futuro. O breve comentário representa uma mudança de discurso –ainda que tímida e sem citar seu oponente –em relação à sua até então ostensiva recusa em admitir que perdeu.

“Esta administração não entrará em lockdown. Espero que, aconteça o que acontecer no futuro, quem sabe qual será a administração, o tempo dirá, mas posso afirmar: esta administração não vai para um lockdown”, disse, ao comentar o impacto que causaria um fechamento da economia em meio à pandemia do novo coronavírus.

Mais >

Joe Biden, vence na Geórgia e consolidou a sua vitória nas eleições presidenciais de 2020; Trump leva Carolina do Norte


Foto: Reprodução

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, consolidou a sua vitória nas eleições presidenciais de 2020 com a conquista do estado da Geórgia, que havia sido vencido pelos republicanos em 2016, segundo projeção da CNN, lembrando que nos EUA, não existe um sistema de Justiça Eleitoral integrado por tribunais como no Brasil.

O atual presidente, o republicano Donald Trump, venceu no estado da Carolina do Norte. Com isso, todos os 50 estados tiveram resultados projetados. Biden acumula 306 delegados, 36 a mais do que precisava para ser eleito, enquanto Trump tem 232 votos no Colégio Eleitoral.

Mais >

Departamento de Estado impede Biden de acessar mensagens de líderes estrangeiros


Foto: CNN Brasil

Uma pilha de mensagens de líderes estrangeiros para o presidente eleito Joe Biden está no Departamento de Estado, mas o governo Trump está impedindo que ele tenha acesso a elas, segundo funcionários do Departamento de Estado familiarizados com as mensagens.

Tradicionalmente, o Departamento de Estado apoia todas as comunicações do presidente eleito, motivo pelo qual muitos países começaram a enviar mensagens ao Estado no fim de semana. Mas com Biden proibido de acessar recursos do Departamento de Estado pelo governo Trump, enquanto o republicano contesta os resultados eleitorais, dezenas de mensagens não foram recebidas.

Mais >

Levantamento do ‘The New York Times’ aponta que autoridades eleitorais não encontram indícios de fraude na vitória de Biden


Foto: AP Foto/Andrew Harnik

Autoridades eleitorais dos Estados Unidos não encontraram indícios de fraude na vitória de Joe Biden, diz um levantamento feito pelo jornal “The New York Times” e publicado nesta quarta-feira (11). O presidente Donald Trump, candidato derrotado à reeleição, tenta reverter o resultado das eleições de 3 de novembro e alega fraude eleitoral em estados que deram a vitória ao democrata, ainda que sem apresentar nenhuma prova.

A reportagem do “New York Times” entrevistou dezenas de representantes dos estados. Eles negaram qualquer irregularidade no processo. O jornal entrou em contato com os escritórios de autoridades eleitorais em todos os 50 estados do país entre segunda (9) e terça-feira (10). Responderam diretamente à publicação 45 deles. Outros quatro estados já haviam divulgado que as eleições ocorreram sem qualquer problema.

Mais >

Corrida contra Covid: Anvisa interrompe testes da vacina chinesa CORONAVAC no Brasil após ‘evento adverso grave’


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu temporariamente os testes em humanos da vacina chinesa Coronavac. A interrupção aconteceu por causa de um “evento adverso grave”, e foi anunciada nesta segunda-feira (9).

Essa é uma das candidatas a vacina contra o coronavírus e é desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan (São Paulo). Com a interrupção do estudo, nenhum novo voluntário poderá ser vacinado.

A Anvisa disse, por meio de um comunicado, que foi notificada de um efeito adverso grave em 29 de outubro. A agência não informou, no entanto, a causa específica desta suspensão. São considerados “eventos adversos graves”:

Mais >

O que acontece se Trump se recusar a sair da Casa Branca?


Foto: Getty Images

Nos 244 anos de história dos Estados Unidos, nunca houve um presidente que se recusasse a deixar a Casa Branca depois de perder uma eleição. A transferência de poder ordenada, legal e pacífica é uma das marcas da democracia americana. Por isso, o anúncio do presidente Donald Trump de se recusar a aceitar sua derrota contra Joe Biden, gera uma situação tão nova quanto desconcertante na vida do país. E apresenta a analistas o desafio de considerar cenários anteriormente impensáveis.

Trump estava jogando golfe fora de Washington quando a vitória eleitoral de Biden foi confirmada em 7 de novembro.Pouco depois, a campanha do candidato derrotado divulgou um comunicado garantindo que a “eleição está longe do fim”. “Todos nós sabemos por que Joe Biden está se apressando em se apresentar falsamente como o vencedor e por que seus aliados da mídia estão fazendo o possível para tentar ajudá-lo: eles não querem que a verdade seja conhecida”, disse o comunicado, indicando que Trump continuaria se opondo ao resultado anunciado por meio de ações judiciais, alegando a existência de suposta fraude.

Mais >

Melania aconselha Donald Trump a reconhecer derrota nas eleições, diz CNN


Foto:  AFP

A primeira-dama dos EUA, Melania Trump, aconselhou o atual presidente americano Donald Trump a reconhecer a derrota para Joe Biden nas eleições, diz a CNN. Melania teria dito a Trump que “chegou a hora dele aceitar” que perdeu, teria dito uma fonte próxima à família para a CNN neste domingo (8).

Mais >

Morre a cantora Vanusa aos 73 anos


A cantora Vanusa morreu na manhã deste domingo (8), aos 73 anos, em uma casa de repouso em Santos, no litoral de São Paulo, onde já estava morando há mais de 2 anos. Ela deixa três filhos: Amanda, Aretha e Rafael.

Vanusa chegou a ficar internada cerca de dois meses por problemas respiratórios e retenção de líquido. A família da cantora emitiu um comunicado, informando que causa da morte foi insuficiência respiratória.

“O enfermeiro percebeu por volta das 5h30 da manhã que ela estava sem batimentos cardíacos. Imediatamente chamaram a UPA que constatou insuficiência respiratória como a causa mortis”, diz o comunicado.

“Ontem [ela] teve um dia muito feliz com a visita da Amanda, a filha mais velha. Cantou, brincou, riu, se alimentou bem. Nos últimos anos Vanusa teve depressão, problemas gerados pelo uso de medicamentos tarja preta em excesso, o que a deixaram muito debilitada”, acrescenta a nota.

Rafael Vannucci, um dos filhos de Vanusa, viajará para São Paulo para tratar dos trâmites do enterro. Novas informações devem ser passadas até o fim do dia.