Corpo de agricultor morto por bandidos no oeste continua no ITEP e revolta a família

A família do agricultor Henrique Garcia da Silva, de 46 anos, morto por assaltantes de bancos na zona rural de janduís, no oeste do estado, reclamam da morosidade do ITEP para liberar o corpo para sepultamento.

Segundo os familiares do trabalhador, o corpo de Henrique continua na geladeira do ITEP de Mossoró, e não há previsão para a sua liberação, o que deixou toda a família revoltada. Foi enviada uma nota ao Blog Jair Sampaio.

“Se as ações do Estado já não funcionam para os vivos,  dirá para os mortos? Desde ontem 06/09/17 que o corpo de Henrique Garcia se encontra no ITEP de Mossoró e ainda não foi feita a necropsia. As desculpas são estapafúrdias.  Alegam que o necrotomista foi atender uma ocorrência em Pau dos Ferros e por isso não foi possível liberar o corpo do rapaz. Uma ocorrência que se deu depois que seu corpo chegou nas dependências da instituição e ainda assim teve prioridade. Enquanto isso a família já bastante sofrida,  pois o mesmo encontrava-se desaparecido há 4 dias, tendo que suportar mais a dor do descaso e da falta de respeito.”, família de Henrique Garcia.

Escreva sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado.