Batata (PSDB) se alia ao PMDB do ex-prefeito Roberto Germano


O PMDB está na base de Batata. Na reunião de ontem, 28, o partido bateu o martelo e deve seguir orientando os passos de Batata daqui para frente. O psdbista preferiu os braços do PMDB (partido pelo qual foi vereador e líder de Roberto Germano) à força administrativa do vice-prefeito Marcos do Manhoso (PP).

Para Batata, o PMDB é menos expressivo que o PP de Marcos do Manhoso, que hoje conta com três vereadores e um vice-prefeito atuante, já o PMDB, também tem três vereadores bastante atuantes, mas tem um ex-prefeito réu na operação Blackout. Batata acredita que terá mais lucro ‘pessoal’ ser aliado do PMDB.

PMDB marca convenção para voltar a usar a sigla MDB


Em meio à crise política, o PMDB convocou uma Convenção Nacional para 27 de setembro visando voltar a adotar o antigo nome: Movimento Democrático Brasileiro (MDB), sigla que vigorou de 1966 a 1979 durante a ditadura militar.

O presidente do partido, senador Romero Jucá (RR), há algum tempo defende a mudança de nome como uma forma de modernizar a legenda, sem referência a partidos políticos, o que espera que resulte em dividendos eleitorais.

“Estamos resgatando a nossa memória histórica e estamos retirando o último resquício da ditadura dentro do PMDB”, justificou. Jucá explicou que a inclusão do “P”, que significa partido, foi uma determinação do regime militar .

“Movimento é algo muito mais consentâneo. A gente quer ganhar as ruas, vamos ter uma nova programação , novas bandeiras nacionais e bandeiras regionais”, disse, após acrescentar que um ofício sobre a mudança de nome será enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) .

Ex-prefeito de Caicó, Roberto Germano passa por cirurgia cardíaca em Natal


O ex-prefeito de Caicó, Roberto Germano (PMDB), está passando por uma cirurgia neste momento no Hospital do Coração de Natal, para desobstrução de artérias cardíacas.

Em 2003, Roberto sofreu um infarto no exercício do mandato de prefeito de Caicó, quando foi transferido às pressas para a capital do Estado. Por Tribuna do Norte.

Deputado afastado, Loures Rocha devolve mala da propina faltando R$ 35 mil


A mala de dinheiro que estava em poder do deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) foi entregue às autoridades, segundo a Polícia Federal, sem o valor total do dinheiro supostamente pago pela JBS.

Um dos auxiliares mais próximos do presidente Michel Temer, Rocha Loures foi acusado por Joesley Batista de ter recebido R$ 500 mil de propina.Mais >

Por força do ex-deputado Henrique Alves, 3 municípios não terão adutora, diz Nélter


O projeto criado pelo Governo Robinson Faria iria atender 100 mil pessoas e abastecer os municípios de Caicó, Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas e São Fernando. Mas tomei conhecimento e fiquei estarrecido que o DNOCS retirou os três municípios.

O Governo Federal, através da força do ex-deputado Henrique Alves, retirou o projeto da CAERN e deixou os três municípios de fora”, afirmou Nelter, lembrando que o projeto da adutora já concluído pela CAERN, foi retirado do Governo do Estado para ser tocado pelo Governo Federal.Mais >

Sangue-suga: PMDB sonega ao Brasil o direito a um recomeço


000aaa

O PMDB do réu Renan Calheiros pega em lanças para fazer do processado Edison Lobão o próximo presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais ponderosa do Senado. Lobão conta também com o luxuoso apoio de José Sarney, pai da investigada Roseana Sarney.

Prevalecendo a desfaçatez, um senador emparedado pela Procuradoria-Geral da República em inquéritos que correm no Supremo Tribunal Federal presidiria duas sabatinas. Numa, a CCJ arguirá o indicado de Michel Temer para a vaga de Teori Zavascki no Supremo. Noutra, interrogará o substituto do procurador-geral Rodrigo Janot, cujo mandato expira em setembro.Mais >

Site oficial de Michel Temer é hackeado


2-crop
O site oficial do presidente Michel Temer (PDMB) foi hackeado na madrugada de sexta (30) para sábado (31). A página agora exibe uma imagem do presidente com um ar de desgosto e um rap de crítica ao governo de fundo.
O grupo NOV3 disse ser responsável pela invasão, postando uma mensagem contra o consumismo e pedindo “pena de morte pra quem tá no Congresso”. Os hackers também afirmam que os políticos deveriam responder por crime hediondo.

Prefeitos convocam coletiva e dão ultimato a Temer e ao PMDB


0aa

A Federação dos Municípios do RN – FEMURN – convida a imprensa para uma entrevista coletiva, no Auditório Agnelo Alves, na sede da Federação, em Natal, nesta quarta-feira (21), às 10h.Mais >

Três Poderes se unem contra a crise e STF mantém Renan no comando do Senado


0a

Depois de dois dias de intensas negociações, que se arrastaram pela madrugada desta quarta-feira (7), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 6 votos contra 3, manter o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no cargo. Mais >

Temer convive com um “inimigo íntimo”: seu próprio partido, o PMDB


O presidente Michel Temer conseguiu reunir 21 partidos em sua base legislativa, mas é no próprio berço que estão surgindo os maiores obstáculos para sua governabilidade. O envolvimento de gente graúda do PMDB na Operação Lava Jatoe a suspeita de interferência do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, na atuação do Instituto do Patrimônio Histórico e Nacional (Iphan), reforçam a avaliação de que Temer está cercado de inimigos íntimos, todos peemedebistas.Mais >

Dilma mata a cobra e mostra o pau: Cheque de R$ 1 milhão banca Temer


A defesa da ex-presidenta Dilma Rousseff enviou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) documentos que indicam doação de R$ 1 milhão feita pela empreiteira Andrade Gutierrez a Michel Temer (PMDB), então vice na chapa presidencial.

A prova, juntada aos autos da ação movida pelo PSDB, do derrotado Aécio Neves (MG), que pede a cassação da chapa eleita em 2014 sob a acusação de abuso de poder econômico com base nas doações de campanha, derruba a tese de Temer. Ele tenta dividir a ação sob o argumento de que a sua arrecadação de campanha foi feita de forma separada da de Dilma e que, portanto, seu mandato não deveria ser cassado em caso de condenação pelo tribunal.

De acordo com reportagem publicada pela Folha de S. Paulo, o montante, registrado na Justiça Eleitoral, seria propina referente a obras do governo federal, segundo o ex-presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo. Mais >

Ezequiel Ferreira prestigia grande comício na cidade de Assú


assu1

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), cumpriu agenda política no interior do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (22), quando participou da “Festa da Coligação Unidos pela Mudança” seguida de comício em Assú, onde levou apoio às candidaturas de Dr. Gustavo Soares (PR) e Sandra Alves (PMDB), a prefeito e vice-prefeita, respectivamente.

“Além da movimentação dos candidatos em busca do voto, a mobilização ficou sendo denominada “Festa do 22”. Número de Dr. Gustavo, data do evento e aniversário do deputado estadual George Soares. Pude constatar a alegria do povo de Assú em torno da coligação Unidos pela Mudança e a confiança na vitória. Assú já decidiu e está firme no compromisso com Dr. Gustavo e Sandra, que contam com o trabalho dedicado de George Soares em defesa da região do Vale do Assú”, salientou Ezequiel Ferreira, diante de uma verdadeira multidão que ocupou a região Central da cidade, na rua Clara Macêdo.Mais >

Michel Temer quer que presos paguem pena trabalhando; modelo agrada o povo brasileiro


O presidente Michel Temer, do PMDB, está em viagem para uma reunião dos 20 países mais ricos do mundo (G-20) na China. Por lá, ele aproveitará para estudar modelos de privatizações. Uma das primeiras medidas seria fazer um teste de privatização com os presídios brasileiros. A ideia adotada em muitas cadeias chinesas é colocar o preso para trabalhar. Todos os presidiários aptos a exercerem atividades laborais, exercem funções para ajudar a pagar os custos com eles mesmos na cadeia.Mais >

Vai ter protesto! Justiça nega pedido do Rio-2016 para proibir manifestações em estádios


01

O Tribunal Regional da 2ª Região (TRF2) negou o recurso do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio contra a liminar que assegura o direito a manifestações públicas de cunho político nos locais de competição.

A decisão foi do desembargador federal Marcello Granado, presidente da 5ª Turma Especializada do TRF2, em resposta ao agravo apresentado pelo Comitê Rio-2016, durante o plantão judicial da última quinta-feira.Mais >

“As Polícias Militar e Civil levaram um totó”, disse Carlos Eduardo em entrevista à 96 FM


As críticas do governador Robinson Faria pela ausência do prefeito Carlos Eduardo Alves nas reuniões de emergência realizadas diante do dos atentados que acontecem em Natal e no interior desde a última sexta-feira (29), fizeram com que o chefe do Executivo Municipal realizasse duras acusações a atuação do Governo do Estado no combate à violência.Mais >

Convenção do PMDB de Cruzeta apresentará candidatos na próxima sexta-feira


A executiva municipal do PMDB de Cruzeta realizará convenção na próxima sexta-feira, dia 05 de agosto, para definir as candidaturas de prefeito, vice e vereadores para as eleições de 2016. O encontro acontecerá das 17 às 22 horas, no Centro de Atividades Sociais e Culturais – Clube Municipal.Mais >

PMDB realizará convenção municipal em Jucurutu até o fim de julho


Em reunião realizada no último fim de semana, com a presença de seus filiados, o PMDB de Jucurutu, decidiu e irá realizar sua convenção municipal no dia 31 de julho, a partir das 19h, no espaço de eventos, Babilônia Casa Show.

Na oportunidade serão oficialmente definidos os candidatos a prefeito e vice-prefeito (a), que disputarão a eleição em outubro, representando o sistema político liderado pelo deputado estadual Nelter Queiroz.

Na mesma noite do dia 31, os partidos PSDB, PSD, PDT, PSB, PTN, PCdoB e DEM, também realizarão convenções para definir seus candidatos a vereador.

Henrique Alves repudia citações de delator e diz que doações foram legais

010715HenriqueEduardoAlves_3635PM

Em nota enviada à imprensa, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), repudiou as citações do delator Sérgio Machado, ex-presidente da Transpecto, que afirmou ter repassado propina para o peemedebista. O ministro taxou a delação como irresponsável e leviana

“Todas as doações para as campanhas de Henrique Eduardo Alves foram oficiais, as prestações de contas foram aprovadas e estão disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral, como determina a lei. As relações dele com políticos, funcionários públicos e empresários são pautadas pela ética e respeito institucional do cargo público ocupado. Nunca pediu qualquer doação ilícita para empresário ou quem quer que seja”, diz a nota do ministro.Mais >

‘Novo governo não pode sufocar direitos’, diz Renan Calheiros

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado
Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros, disse nesta quinta-feira (12) que a chegada do PMDB ao governo “não pode sufocar direitos dos mais pobres e dos trabalhadores”. Renan citou reformas estruturais e a mudança na Lei do Impeachment como algumas das medidas mais urgentes.

A Lei do Impeachment, segundo ele, “por si só, é um fator de desestabilização. Foi tentado contra quase todo presidente”, afirmou. Renan também anunciou que não haverá o recesso parlamentar de 15 dias em julho, o que permitirá agilizar a atividade do Senado.

PT, PSDB, PMDB e PSD negam irregularidades em repasses de empreiteira

Politica-Brasileira 600

PT, PSDB, PMDB e PSD negaram nessa quarta-feira (20) haver irregularidades nos recursos recebidos da Andrade Gutierrez. A empreiteira, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que não iria comentar o caso.

O PT, que aparece com maior volume de recursos recebidos (R$ 91 milhões), afirmou que “todas as doações eleitorais recebidas pelo partido aconteceram estritamente dentro da legalidade e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral”.

O PSDB, segundo maior beneficiário, de acordo com as investigações, afirma que os repasses são legais e sem vínculo com ilícitos. “As doações realizadas ao PSDB constam nas prestações de contas do partido nos respectivos anos em que ocorreram. É importante ressaltar que foram doações que não tiveram como contrapartida quaisquer contratos em estatais ou na área pública e, portanto, não devem ser confundidas com doações resultantes de pagamento de propina e que se encontram sob investigação da Justiça.”Mais >