Reajuste de servidores do Judiciário é aprovado pela CAE e vai a Plenário

Projeto será debatido em audiência na comissão antes da votação em Plenário/Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Projeto será debatido em audiência na comissão antes da votação em Plenário/Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O reajuste de salários dos servidores do Judiciário foi aprovado nesta terça-feira (28) pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) em meio a uma polêmica sobre o impacto da medida nas contas públicas.

O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 29/2016 será agora votado pelo Plenário do Senado, mas antes, na próxima quarta-feira (6), a CAE realizará uma audiência pública com o ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, sobre as consequências de todos esses aumentos para o ajuste fiscal — são 14 os projetos nesse sentido aprovados pela Câmara dos Deputados, em benefício de servidores dos três Poderes.Mais >

Reajuste do preço do gás de cozinha começa a valer nesta terça-feira

Conforme levantamento da Tribuna do Norte, o preço do botijão de gás está cerca de 23% mais caro no Rio Grande do Norte a partir desta quarta-feira (2). Além do reajuste de 15% anunciado na segunda-feira (31) pela Petrobras, o consumidor também sentirá no bolso o aumento dado pelas revendedoras de gás aos funcionários no acordo do dissídio coletivo.

Segundo Francisco Correia, presidente do Sindicato das Revendedoras Autorizados de Gás LP no Rio Grande do Norte (Singás-RN), foi preciso repassar o aumento integral para o consumidor. Por causa disso, o valor do botijão de gás, que atualmente está em cerca de R$ 50, passará a custar entre R$ 57 a R$ 62 no estado, dependendo da região.

Dilma poderá dizer não aos servidores do Judiciário vertando os reajustes

A presidente Dilma Rousseff classificou o reajuste de até 78% a servidores do Judiciário como “insustentável”. Ela fez a declaração após visitar a sede da empresa norte-americana Google, no Vale do Silício, no último dia da visita oficial aos Estados Unidos.

“É insustentável, um país como o nosso, em qualquer circunstância, dar níveis de aumento tão elevados”, declarou a presidente, que ressaltou que os valores comprometeriam o ajuste fiscal. O reajuste escalonado foi aprovado nesta terça-feira (30), em votação no Senado.