Assembleia Legislativa presta homenagem à UFRN

A Gestão 2015-2019 da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi homenageada em sessão solene nesta quinta-feira, 6, na Assembleia Legislativa. Proposta pelo deputado Sandro Pimentel (PSOL), a solenidade teve a finalidade de homenagear a gestão dos quatro últimos anos da UFRN, sobretudo o empenho e dedicação dos servidores da Universidade.

“É uma imensurável alegria está hoje aqui homenageando a gestão da UFRN. Nem um país, nem uma nação do planeta conseguiu se desenvolver sem a educação, que é o principal alicerce, a principal âncora de desenvolvimento de um país”, disse Sandro Pimentel. Ele acrescentou que “não há momento mais oportuno, eu estando aqui nesta Casa, com honra, com orgulho fazer esta sessão solene para reconhecer o avanço das universidades públicas e o valor do trabalho que teve a gestão da professora Ângela”, enalteceu o Parlamentar.

Em seu discurso de agradecimento, a primeira reitora mulher da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, falou em nome dos homenageados. “Após oito anos de gestão, sempre contando com a atuação solidária e proativa da equipe, posso dizer que me tornei mais realizada como brasileira e cidadã, na tripla condição de administradora, professora e mãe, em todas elas buscando condição da grande importância de ser mulher”, disse ngela Paiva. Ela ainda ressaltou ter a certeza de que valeu a pena todo o esforço e que junto à sua equipe contribuiu para o crescimento da instituição. “A UFRN cresceu de forma sustentável e inclusiva”.

Homenageados

Na solenidade, foram homenageados os servidores João Emanuel Evangelista de Oliveira, Jorge Dantas De Melo, Joseleno Marques, Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes, Tarcísio Gurgel dos Santos, Maria Cármem Freire Diógenes Rêgo, Celia Maria da Rocha Ribeiro, Virginia Maria Dantas de Araújo, Andrea de Melo Gondim Brito, Mirian Dantas dos Santos, ngela Maria Paiva Cruz e José Daniel Diniz Melo.

UFRN informa sobre paralisação de atividades no Restaurante Universitário

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) informa que abriu processo licitatório para reforma das instalações do Restaurante Universitário (RU), unidade localizada no campus central, em Natal, e que atende 4.500 mil pessoas diariamente.

A medida acontece em virtude da necessidade de adequação da unidade, especificamente no que tange às questões de acessibilidade, e tem previsão de duração de três meses após iniciada a intervenção, atingindo, além do RU central, o refeitório setorial localizado no Centro de Ciências da Saúde (CCS).

A Universidade continuará subsidiando a alimentação aos residentes e aos beneficiários do auxílio moradia do campus de Natal, mediante proposta de auxílio financeiro aprovada pelos estudantes em reunião realizada na última terça-feira, 30. Assim, a UFRN ratifica o compromisso de que todas as medidas serão tomadas no sentido de diminuir o impacto, junto à comunidade universitária, do fechamento temporário do RU.

UFRN inicia cadastramento de alunos nesta quarta-feira, 30

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) inicia nesta quarta-feira, 30, o cadastramento e matrícula dos convocados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os aprovados nos campi de Natal e Macaíba serão cadastrados nos dias 30, 31, 1º e 4 de fevereiro, na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT) do campus central, em Natal. Para os demais campi, o cadastramento ocorre nos dias 30, 31 e 1º no Centro Regional de Ensino Superior (CERES) de Caicó e entre os dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro nos campi de Currais Novos e Santa Cruz, que recebem os aprovados nos respectivos locais.

O atendimento aos candidatos acontece das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h, com divisão por datas e turnos específicos para cada curso da UFRN. Devem comparecer tanto os aprovados para o primeiro quanto para o segundo semestre, que podem realizar o cadastramento por procuração pública com firma reconhecida em cartório. A pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias Vieira Almeida de Sá, ressalta a importância de consultar o edital para conferir os dias de atendimento e os documentos requeridos para verificação de conformidade com as exigências para ingresso na instituição. (mais…)

Alunos do curso de design da UFRN criam protótipos de aeronaves para combate a prevenção da violência

Não é novidade para os brasileiros que a segurança pública enfrenta atualmente um problema a nível nacional, fato que também se reflete dentro dos campi universitários. Neste contexto, as principais vítimas são as mulheres.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2015 pelo Instituto Avon, com 1.823 estudantes das cinco regiões do país, 67% das mulheres já sofreram algum tipo de violência no ambiente universitário.

Motivadas pela necessidade de propor ideias para o combate e a prevenção da violência nas universidades, estudantes do curso de bacharelado em Design, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), desenvolveram um projeto de protótipos de aeronaves para acompanhar mulheres que circulam no campus universitário. (mais…)

CNPq aprova projeto de popularização científica do CERES Caicó

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) teve sua proposta para promover ações durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, selecionada no âmbito da chamada pública denominada Programa Especial de Difusão e Popularização da Ciência e Tecnologia, vinculada ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A ação tem o professor Marco Túlio Mendonça Diniz à frente e prevê, durante o período de 15 a 21 de outubro, levar diversas iniciativas de popularização científica para dez municípios da região do Seridó potiguar. O projeto, vinculado ao Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), insere-se no esforço de levar a ciência para o grande público, incentivar jovens para o fazer científico e tecnológico e promover a pesquisa como instrumento para o desenvolvimento sustentável do país, objetivos principais da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

“Este será um momento em que realizaremos o Ciência Móvel, uma exposição itinerante, para escolas de ensino médio de cada um destes dez municípios, sobre a degradação ambiental do Rio Seridó, sobre aspectos do bioma da Caatinga e sobre a necessidade de sua preservação. Especificamente em Caicó, haverá atividades no campus da UFRN e no parque público da Ilha de Santana, com exposição de fotos e mapas do Rio Seridó e da Caatinga”, colocou Marco Túlio. (mais…)

UFRN: Ceres-Caicó realiza seminário sobre História, Cultura e Poder

O Seminário de Relançamento do Grupo de Pesquisa História, Cultura e Poder (GPHCP) acontece nesta quarta-feira, 19, com o título Há 50 anos de 1968: possibilidades de uma História Política para o século XXI, no Centro de Ensino Superior do Seridó (Campus Caicó), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O evento é voltado para professores e alunos do curso de História e demais graduações do Ceres.

Realizado pelo Departamento de História do Ceres, o evento terá palestras de especialistas em História Política, além da exibição de obras audiovisuais pertinentes à área. O Seminário tem o objetivo de divulgar o GPHCP, aproximando os estudantes do curso de História da pesquisa e da extensão, bem como abrir as portas para trocas com outros cursos do Centro e de outras instituições de ensino básico e superior de Caicó, além de integrar a comunidade geral.

GPHCP

O Departamento de História do Ceres (DHC) formou o Grupo de Pesquisa História, Cultura e Poder (GPHCP) em 2010, o qual ganhou força com a entrega do prédio dos laboratórios de História do Ceres, Campus Caicó, em 2015. A criação do Laboratório de História e Práticas de Pesquisa (LHCP) foi outra conquista, no ano de 2017.

Grupo do Ceres Caicó realiza seminário sobre História Política

O Grupo de Pesquisa História, Cultura e Poder (GPHCP), do Departamento de História do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), campus Caicó, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), realiza, no dia 19 de setembro, no auditório das Pós-Graduações, o seu Seminário de Relançamento com o tema Há 50 anos de 1968: possibilidades de uma História Política para o século XXI.

O evento conta com palestras sobre história política e exibição de obras audiovisuais seguidas de debate. O objetivo é divulgar as atividades e as linhas de pesquisa do GPHCP, existente há oito anos, com o intuito de aproximar estudantes da pesquisa e da extensão, abrindo portas para trocas de conhecimento.

A mesa de abertura tem como tema História e memórias do movimento estudantil de 1968 no México,das 8h às 11h, com a professora Larissa Jacheta Riberti (DHC-CERES), seguido do Cine & Debate: Utopia e Barbárie, das 14h às 18h, com mediação da professora Airan dos Santos Borges de Oliveira. O evento encerra com a palestra que inicia às 19h, A história política na hora do transnational turn: novas possibilidades de pesquisa com o professor João Júlio Gomes dos Santos. (mais…)

Parque Tecnológico completa um ano com 25 empresas credenciadas e 450 empregos diretos

Com 25 empresas credenciadas, que geram cerca de 450 empregos diretos, o Parque Tecnológico Metrópole Digital acaba de completar de um ano de criação. A estrutura tem o objetivo de criar um polo de Tecnologia da Informação (TI) em Natal, integrando para isso ações que envolvem três setores: academia, governo e iniciativa privada.

O Parque foi criado, em agosto do ano passado, por iniciativa da UFRN e por meio do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), contanto com o apoio do Sebrae e da Prefeitura Municipal do Natal. Ele oferece às empresas que se instalam em sua área serviços nos setores de tecnologia, infraestrutura e pesquisa, além de incentivos fiscais concedidos pelo município.

Aniversário

Para comemorar seu primeiro aniversário, o Parque Tecnológico e o IMD vão realizar um evento na próxima quinta-feira, que vai contar com apresentações do diretor executivo do Porto Digital, Leonardo Guimarães, do diretor da empresa Neurotech (PE), Rodrigo Cunha, e dos CEOs das empresas E-Sig Software (Rodrigo Cunha), Tec-Soft (Flávio Dantas) e Inovall (Anderson Araújo). (mais…)

Ceres Currais Novos sedia Encontro universitário de hispanidade

O VIII Encuentro Universitario de Hispanidad (EUH) e a I Jornada Internacional de Investigación en Lengua, Cultura y Literaturas Hispánicas recebem propostas de trabalhos até a próxima terça-feira, dia 21.

O evento será realizado de 26 a 28 de setembro, no Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no Campus Currais Novos. 

Com o tema Programar y planificar clases de español para alumnos brasileños: retos para el profesor, o EUH tem o objetivo de reunir os estudantes do curso de Letras – Espanhol em torno da relação entre pesquisa, ensino e extensão, atrelado à I Jornada Internacional de Investigación en Lengua, Cultura y Literaturas Hispánicas.  (mais…)

UFRN abre concurso público para preenchimento de 69 vagas

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abriu concurso público de provas para provimento de cargo técnico-administrativo em educação com um total de 69 vagas. As inscrições devem ser feitas de 23 de julho a 20 de agosto.

O edital de número 016/2018 traz informações sobre os cargos de Analista de Tecnologia da Informação, Arquiteto e Urbanista, Bibliotecário-Documentalista, Enfermeiro, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecatrônica, Farmacêutico, Jornalista, Médico/Endoscopia Peroral, Médico/Oftalmologia, Médico/Psiquiatria, Psicólogo Escolar, Técnico em Assuntos Educacionais, Tecnólogo/Formação Secretariado, Tecnólogo/Formação Marketing, Zootecnista, Assistente em Administração, Técnico em Contabilidade, Técnico em Enfermagem e Assistente de Aluno.

Já o edital de número 017/2018 tem detalhes para Desenhista Técnico/Área Comunicação Visual, Desenhista Técnico/Área Webdesigner, Técnico em Artes Gráficas, Técnico em Eletromecânica, Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais e Operador de Luz. (mais…)

UFRN comemora 60 anos de criação em Assembleia Universitária

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) faz aniversário no dia 25 de junho e, para comemorar 60 anos, a Assembleia Universitária será alusiva a sua criação, em 1958. Aberto ao público interno e externo, o evento terá atrações culturais, entrega de troféus e homenagens, no hall e no auditório da Reitoria, localizados no Campus Central.

Com início previsto para 8h30, haverá o descerramento da placa alusiva aos 60 Anos da UFRN, seguida pela apresentação da Orquestra Sinfônica, no pátio da Reitoria, com a execução do Hino Nacional e de O Guarani. Em seguida, já nas dependências do Auditório Otto de Brito Guerra, a Assembleia Universitária prossegue com a entrega de troféus e homenagens, dentre as quais aos familiares dos precursores da instituição de ensino, como Dinarte Mariz, Januário Cicco e Câmara Cascudo. Logo após, ainda durante a cerimônia, acontece o lançamento dos livros Discurso de Câmara Cascudo, Antologia de Pedro Velho e Carta aos escritores. 

Da Caatinga para a indústria farmacêutica: estudos visam revelar propriedades do mulungu

“Ele vê a seca, o mato que deveria ser verde tudo queimado. Os rios, ao invés de água, tem areia quente em seu leito. Suas nascentes mortas consumidas”, escreve Graciliano Ramos em “Vidas Secas”, narrando um cenário típico da Caatinga, bioma exclusivamente brasileiro que ocupa cerca de 10% do território nacional, predominantemente no Nordeste.

A palavra caatinga tem origem tupi-guarani e significa “mata branca”, com referência à cor prevalente da sua vegetação durante a estação seca, quando as plantas perdem as folhas e só voltam a ficar verdes no inverno, devido à chuva – fenômeno descrito por Luiz Gonzaga e Zé Dantas, na canção o “Xote das meninas”: “Mandacaru, quando fulora na seca é um sinal que a chuva chega no sertão”. 

Apesar de o bioma ser um patrimônio valioso, já que contribui para a fixação do carbono da atmosfera, diminui o efeito estufa e o aquecimento global e melhora a conservação da água, do solo e da biodiversidade, a Caatinga tem sido desmatada para o consumo de lenha nativa e para a conversão dos espaços em pastagens e agricultura, segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA). (mais…)

Ceres Caicó oferece mestrado profissional em Geografia

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) e Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), está com inscrições abertas, até o dia 23 de maio, para seleção de estudantes para o Mestrado Profissional do Programa de Pós-graduação em Geografia para o período 2018.2.

São ofertadas ao todo 13 vagas, sendo seis destinadas para a turma que será vinculada ao CCHLA, campus Natal, e sete para a turma do Ceres, campus de Caicó. Podem participar da seleção graduados com licenciatura em Geografia ou Pedagogia ou, ainda, de outros cursos que tenham afinidade com a temática do mestrado.

As inscrições devem ser feitas na página do Sigaa preenchendo a ficha de inscrição online e enviando os documentos solicitados. A seleção conta com análise e defesa do plano de trabalho apresentado pelo candidato, prova escrita e avaliação curricular, que serão realizados entre o período de 14 a 26 de junho no Ceres Caicó. O resultado será divulgado no dia 5 de julho. (mais…)

UFRN aprova Política Ambiental e avança nas ações de sustentabilidade

Com base na Política Nacional do Meio Ambiente, que incentiva “a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida”, para assegurar condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana, a Política Ambiental da UFRN traz um conjunto de princípios e diretrizes que visam implantar ou regulamentar ações institucionais com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável na Universidade e na sociedade, na perspectiva de um ambiente saudável e ecologicamente equilibrado. 

A discussão sobre a criação da Política teve início há um ano em um seminário de meio ambiente, quando foi formada uma comissão composta pela comunidade acadêmica, com o intuito de elaborar uma minuta ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), conta a pró-reitora de Extensão e relatora da proposta, Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes.
(mais…)

UFRN recebe apoio da OAB para restauração de prédio da Faculdade de Direito

A restauração do prédio da antiga Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi tema de reunião nesta sexta-feira, 16, entre o reitor em exercício da instituição, José Daniel Diniz Melo, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no RN (OAB-RN), Paulo Coutinho. Os professores aposentados da UFRN e ex-alunos da Faculdade de Direito, Carlos Gomes e Marcos Guerra, também participaram do encontro para prestar contribuições e saber novidades acerca dos trâmites para concretização das obras. 

Representantes da Superintendência de Infraestrutura (Infra) apresentaram as perspectivas da restauração do prédio inaugurado em 1908, no bairro da Ribeira, para inicialmente funcionar o Grupo Escolar Augusto Severo e que, de 1956 a 1973, abrigou a Faculdade de Direito da UFRN. Após a restauração, pretende-se transformar a construção no Centro de Extensão, Cidadania e Cultura da UFRN, com espaços para Memoriais da Educação e Cultura Jurídica, Centro de Arte e Cultura, Centro de Triagem da Prática Jurídica, Auditório, Centro de Referência em Direitos Humanos e Escritório de Projetos em Áreas de Valor Patrimonial.  (mais…)

UFRN pesquisa uso da Cannabis

A decisão da Justiça Federal também autoriza que os laboratórios da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), sejam utilizados para estudo e manuseio do material que será importado e produzido para tratamento da idosa. Um dos documentos apresentados pela defesa da idosa foi uma declaração do diretor do Instituto do Cérebro da UFRN, Sidarta Ribeiro, sobre os benefícios da Cannabis para a Doença de Parkinson.

O neurocientista e diretor do Instituto do Cérebro do da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Sidarta Ribeiro defende o amplo debate sobre o uso da Cannabis Sativa para combater generalizações e a criminalização. “Existem evidências de que a cannabis tem valor terapêutico desde o século 19. O que existe é uma proibição por razões políticas e econômica que acabam tendo um impacto negativo nas pessoas. (mais…)

HUOL assina contrato para obra de novo ambulatório pediátrico

Nesta sexta-feira, 26, os gestores do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), assinaram o contrato para realização da obra onde funcionará o novo ambulatório pediátrico da unidade. O investimento total de R$ 3.296.375,33 é proveniente do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), do Ministério da Saúde.

De acordo com o superintendente do HUOL, Stenio Gomes da Silveira, a iniciativa é tão importante que impactará dois hospitais vinculados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh): “atualmente, nosso serviço de Pediatria ocupa uma área da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), de modo que essa reestruturação, ao mesmo tempo que modernizará uma estrutura própria do HUOL, também vai liberar espaço para que outro afiliado toque seus projetos de melhorias”, explicou o gestor. (mais…)

UFRN busca volutnários para participar de pesquisa sobre tratamento de sintomas associados às cólicas menstruais

Desde a adolescência, Geufrânia Araújo tem uma certeza: todos os meses ela vai viver pelo menos três dias de sofrimento. A arquiteta, de 39 anos, relata que, um pouco antes e durante a menstruação, as pernas pesam, a barriga se distende, a enxaqueca e os enjoos vêm e a pressão baixa, tudo isso acompanhado, é claro, pelas temíveis cólicas, traços que a impedem de levar uma vida próxima do normal no período. “O fluxo, o sangramento mesmo, não incomoda, o problema é essa enxurrada de sintomas que sinto”, explica. 

Da mesma forma que Geufrânia, estima-se que 65% das mulheres em idade reprodutiva sofram com os sintomas da dismenorreia primária, termo médicos para as cólicas menstruais. Além de dor uterina que, de tão intensa, pode ser irradiada para as costas ou para membros inferiores, são características associadas a esse quadro clínico cefaleia, náuseas, vômito, constipação e até desmaios, sintomas que se apresentam normalmente um dia antes do fluxo menstrual e chegam a durar até 72 horas.
(mais…)

Missas de Natal e Ano Novo acontecem no Anfiteatro da UFRN

As tradicionais missas de Natal e Ano Novo na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) serão realizadas no Anfiteatro da Praça Cívica do Campus Central, em Natal, a partir das 19h dos dias 24 e 31 de dezembro de 2017.

O capelão da UFRN, cônego José Mário de Medeiros, será o celebrante de ambas as missas, que terão transmissão ao vivo pela Televisão Universitária (TVU). Coordenadas pela Equipe de Liturgia da Capela da UFRN e pelo Cerimonial do Gabinete da Reitoria, com apoio de outros setores da universidade, as celebrações atraem milhares de fiéis todos os anos.

Campus do Ceres Caicó sedia Encontro Potiguar de Física

A Sociedade Brasileira de Física (SBF) realiza, com apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o II Encontro Potiguar de Física, que ocorre nos dias 5 e 6 de dezembro, no campus do Ceres, em Caicó. O evento abrange diversas áreas temáticas como Astronomia, Física Atômica e Molecular, Física Biológica, Física Nuclear e Aplicações, Cosmologia e Óptica e Fotônica.

A abertura do evento será com uma palestra do professor Antonio Azevedo da Costa, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com o tema Magnetismo e suas Aplicações Tecnológicas. O professor José Renan de Medeiros, da UFRN, comanda plenária sobre Os Novos Mundos do Cosmo. Na quarta-feira, a professora Ana Lúcia Dantas, da Universidade do Estado (UERN), debate sobre tema Teoria de Nanomagnetismo. O encerramento será com a palestra Redes Complexas e suas Aplicações, com o professor Luciano Rodrigues, da UFRN. Os presentes poderão ainda participar de sessões paralelas com apresentação oral e sessão de painéis.

Haverá ainda mostra de Experimentos Públicos como a Cozinha com Nitrogênio Líquido, Drone e Projeção de Espectros Luminosos e visita virtual ao Experimento Atlas do CERN, sendo essa parte da programação dirigida à comunidade local de professores e alunos do Ensino Médio das escolas da região, com entrada gratuita. O evento tem apoio do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) e Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). (mais…)