Um paciente Covid consome 7m³ de oxigênio em 24h. Entenda demanda


A alta no número de casos de covid-19 registrada no Amazonas nas últimas semanas conduziu a um colapso da saúde no estado. Hospitais estão superlotados, leitos de UTI vagos são raridade (a ocupação média supera os 90%) e pacientes morreram asfixiados.

A demanda por cilindros de oxigênio no Amazonas aumentou cinco vezes nos últimos 15 dias. Para abastecer todos os hospitais públicos e privados do estado seriam necessários, atualmente, cerca de 76,5 mil metros cúbicos (m³) diários do gás.

O volume necessário atualmente esbarra na capacidade limite da produção de empresas responsáveis pelo abastecimento da região. As três companhias que produzem oxigênio hospitalar no Amazonas (chamadas White Martins, Carbox e Nitron) têm capacidade de entregar, juntas, 28,2 mil m³ por dia – nem metade do solicitado. Ou seja: atualmente há um déficit diário de, no mínimo, 48,3 mil m³.

Um paciente consumindo 5 litros por minuto usa 7,2 m³ do gás a cada 24 horas. Com 60 litros por minuto, o consumo alcança 86 m³ diários. Leia Mais.

COMÉRCIO LIBERADO e sem atingir ‘imunidade de rebanho’ na Covid-19, Manaus intriga cientistas

MANAUS – Cidade com maior incidência de infectados e mortes no início do pico da pandemia do novo coronavírus, Manaus foi também a primeira no país a estabilizar a contaminação e sair da fase crítica, liberando o comércio e retomando as aulas na rede pública de ensino.

Os fatores que estão ajudando a manter o vírus sob controle em Manaus e outras cidades ainda não estão claros, segundo o The Washington Post. O jornal norte-americano usa a capital do Amazonas como exemplo sobre a mecânica da ‘imunidade do rebanho’, método de avaliação sobre o nível de transmissão que deve ser cruzado antes que a doença comece a diminuir.

Mais >

Mais um ataque: Rebelião em cadeia pública deixa mortos em Manaus

0aa

Quatro pessoas foram mortas durante uma rebelião na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, neste domingo (8), segundo o secretário de Administração Penitenciária do estado, Pedro Florêncio. As informações são da Rede Amazônica.Mais >

Caça ao Pokémon GO termina em tragédia; após roubo, mulher é morta por bala perdida


2

Uma mulher de 47 anos morreu ao ser atingida por três balas perdidas durante uma festa, na Zona Leste de Manaus, no último sábado (6). Outras três pessoas ficaram feridas. Toda a confusão ocorreu quando os suspeitos pelo crime tiveram os celulares roubados por dois homens enquanto caçavam Pokémons. Eles foram à festa para procurar a dupla.Mais >