Cofre generoso: PT só fica atrás do PSL no fundo partidário

O PT, que tem o maior número de deputados e só fica atrás do PSL no recebimento de recursos do fundo partidário, está em 34% das cidades (descontados os 313 diretórios suspensos). Ano passado (2018) o partido (PT) embolsou R$ 212.244.045,51 de fundo partidário, mas ficou atrás do MDB, que embolsou R$ 234.232.915,58, e a partir de agora ficará atrás do partido de Bivar.

PSL

Com 30 prefeitos vitoriosos em 2016, o PSL está formalmente presente em 1.656 dos 5.570 municípios do país. Dentro desse universo, há ainda 272 diretórios suspensos pelo TSE — o motivo mais comum é a não apresentação da prestação de contas no prazo estipulado pela lei. Desta forma, restam 1.384 cidades — um quarto do Brasil — em que a sigla tem representação formal, sem nenhuma objeção.

PT e aliados se reúnem para fatiar cargos disponíveis em Caicó


O Partido dos Trabalhadores se reuniu em Caicó para fatiar os cargos do governo Fátima Bezerra (PT) que porventura sejam disponibilizados.

A regra para os comissionados obedecerá a hierarquia partidária, dessa forma, petistas mais antigos terão prioridade sobre os demais.

A reunião causou insatisfação a vereadores que anunciaram o apoio a Fátima, porém, há resquícios de que não houve comprometimento.

Filiados a siglas de esquerda que também se empanharam na campanha da governadora eleita terão prioridade, assim como os petistas.

Em primeiro debate com Haddad, candidatos à presidência direcionam críticas ao PT


Em novo debate, nesta quinta-feira (20), candidatos ao Planalto direcionaram críticas ao governo do PT. Pela primeira vez, um representante do partido compareceu para discutir propostas de governo em rede nacional. Entre os temas, os aspirantes ao Planalto deram destaque a propostas para saúde e criação de emprego. O debate foi promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Aparecida (SP).

No bloco em que os presidenciáveis responderam perguntas de veículos de inspiração católica, o candidato do MDB, Henrique Meirelles, afirmou que a atual situação de desemprego do país foi criada por equívocos econômicos do governo de Dilma Rousseff (PT).

Ao falar sobre a falta de oportunidades no mercado de trabalho para os jovens, Meirelles citou o desemprego como porta de entrada para o crime organizado. Como proposta para resolver o problema, o candidato do MDB afirmou que é preciso dar oportunidades através do ensino integral nas escolas.Mais >

Por 6 votos a 1, TSE decide rejeitar a candidatura de Lula a presidente


Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram por 6 votos a 1, em julgamento concluído na madrugada deste sábado (1º), pela rejeição do pedido de registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República.

Na sessão, a maioria dos ministros também proibiu Lula de fazer campanha como candidato, inclusive na propaganda de rádio e TV, que começa neste sábado (1º) para os presidenciáveis. O PT terá agora dez dias para substituir o candidato.

A maioria dos ministros entendeu que decisão entra em vigor desde já, embora ainda exista possibilidade de recurso ao próprio TSE ou ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Mais >

Na TV, voz de Lula será substituída pela de ator


A decisão do TSE de analisar a ação que questiona a aparição de Lula na TV nesta sexta (31) –dia em que as inserções da disputa presidencial começam a circular– não pegou o PT de surpresa. O partido se esforça para fazer filmes que contemplem os cenários mais adversos.

Na internet, o PT lançou peças em que até a voz de Lula é substituída pela de um ator que faz narrações de textos atribuídos ao ex-presidente.

A pressa do TSE em definir a situação do petista será usada para ilustrar junto à militância a tese de que o ex-presidente é vítima de uma perseguição política. (Daniela Lima – Folha Painel)

Na sexta-feira: a mãe de todas as batalhas do PT


A aparição do ex-presidente nos programas eleitorais, a partir de sexta (31), é considerada a mãe de todas as batalhas no PT nesta semana. O partido teme que o ministro Luís Roberto Barroso, relator do processo de Lula no TSE, decida até o fim da semana, monocraticamente, que ele não pode aparecer na propaganda de rádio e TV.

IRREAL

Um dos ministros afirma que o partido corre riscos caso coloque Lula na TV, ainda que o processo sobre a candidatura dele não tenha sido finalizado no dia 31 e que Barroso nada decida. Segundo esse magistrado, o petista é manifestamente inelegível. Forçar a barra, diz, poderia caracterizar fraude às eleições.

A missão da OEA que fiscalizará as eleições no Brasil chamou os advogados de Lula para conversar. Ouviu deles um relato sobre a situação jurídica do petista. E recebeu documentos mostrando que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) já permitiu a candidato sub judice participar da campanha na TV.

Paulo Kramer: PT usa Lula como “um defunto dentro de uma armadura”


Por Cristiano Carlos

Reza a lenda que o herói espanhol do século XI, Rodrigo Diaz de Vivar, o El Cid Campeador, liderou uma batalha contra inimigos quando já estava morto.

Sim, El Cid havia falecido e a notícia de sua morte animou seus inimigos que decidiram invadir seu castelo. Como forma de animar as tropas e impulsioná-las à vitória, a esposa de El Cid decidiu colocar o corpo do marido em um cavalo. Protegido por uma armadura, e em posição de honra, o morto liderou as tropas cristãs contra os mouros islâmicos.

Essa lenda nada tem a ver com nossas origens ou história, mas serviu para o analista de riscos políticos, Paulo Kramer, exemplificar a forma como o Partido dos Trabalhadores, o PT, vem administrando a imagem do ex-presidente Lula junto ao eleitorado do país.Mais >

Partido dos Trabalhadores pretende reforçar o 13


O PT vai reforçar em suas comunicações o 13, número que identifica a legenda, e procurar associá-la a Lula. “Lula é 13”,  “PT é 13” e “Eu  sou 13” serão os motes da estratégia. 

A ideia é fazer com que os simpatizantes do ex-presidente ajudem o partido a eleger uma boa bancada na Câmara dos Deputados, além de facilitar a transferência de votos ao seu sucessor, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) impugnar seu registro eleitoral.

Lula tem condenação em segunda instância, o que o enquadra na Lei da Ficha Limpa.

“Nunca recebi propina”, diz o ex-governador Jaques Wagner (PT)


O ex-governador Jaques Wagner e atual secretário de desenvolvimento econômico disse em coletiva, na tarde desta segunda-feira, 26, que não recebeu propina e que não sabe de onde a delegada tirou o valor de R$ 82 milhões.

Wagner afirmou que não pede nem autoriza ninguém a pedir qualquer tipo de reciprocidade por obras feitas. “E assim foi na questão na fonte nova que, infelizmente, a Polícia Federal está comprando uma versão de que houve superfaturamento“.

Wagner disse que existe incompreensão sobre o funcionamento de parcerias-público-privadas que levaram tanto o tribunal de contas do Estado quanto a Polícia Federal e incorrerem em conclusões distorcidas. “Há uma incompreensão da Polícia Federal como houve do TCE do que é uma PPP e o que é uma obra pública”.Mais >

Presidente do PT, Gleisi diz duvidar que STF impeça prisão de Lula a tempo


A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou neste sábado, 24, não acreditar que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue o habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a tempo de evitar uma prisão do petista. Em seminário realizado em Brasília e transmitido pelas redes sociais, a senadora criticou a “demora” do STF em pautar o pedido de Lula, que está na corte.

A defesa do petista tenta no STF evitar uma prisão antes do processo transitar em julgado, ou seja, chegar ao Supremo. O pedido já foi negado pelo ministro Luiz Edson Fachin, que enviou o caso ao plenário. A decisão de pautar o assunto cabe à presidente da corte, Cármen Lúcia.Mais >

PT e AVANTE vão disputar os votos de Parelhas para a Assembleia em 2018


O declínio do PT no país não deve ser empecilho para a pré-candidatura a deputado estadual de ex-prefeito de Parelhas. Francisco do PT é ligado à Senadora Fátima Bezerra e já costura os apoios para as eleições.

Também de Parelhas, o ex-candidato a prefeito que perdeu por 150 votos já afirmou ser pré-candidato a deputado estadual nesse ano. O médico é filiado ao AVANTE e tem  ligação com o deputado Ezequiel Ferreira.

Promessa da CUT de paralisar o Brasil em defesa de Lula tem ‘pegadinha’


Num inflamado discurso um dia após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ter sido condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), o presidente da CUT, Vagner Freitas, prometeu paralisar o país se o petista for impedido de ser candidato ao Planalto. E até já marcou a data de uma greve geral em que os aliados de Lula pretendem demonstrar sua força: 19 de fevereiro. Mas será que a CUT, historicamente ligada ao PT, consegue parar o país para defender o ex-presidente?

Não é uma tarefa fácil, mas a CUT terá uma chance de contribuir para efetivamente parar o Brasil (ou ao menos uma parte expressiva do país). E se isso ocorrer, será menos por suas próprias forças e mais pelas circunstâncias. Sobretudo por causa de um fator capaz de unir até quem não é eleitor de Lula: a reforma da Previdência, cujos debates na Câmara dos Deputados estão previstos para começar justamente no próximo dia 19.Mais >

Mineiro confirma que pode disputar vaga na Câmara Federal


O deputado estadual Fernando Mineiro (PT-RN) esteve nesse final de semana no Polo Potengi e confirmou que pode disputar uma vaga para a Câmara Federal. No seu lugar, no legislativo estadual, Mineiro apontou o vereador João Cabral e o vice-prefeito de São Tomé, Miguel Salustiano.

“Queda de Temer e eleição indireta serão um tiro no pé do PT”, afirma jornal


Políticos da oposição torcem pela queda de Michel Temer, mas será essa uma boa jogada para o PT e seus aliados?

Em caso de renúncia do presidente, que muita gente já dá como certa, Rodrigo Maia tem 30 dias para convocar eleições indiretas. Caberá aos deputados eleger o próximo presidente. Lembre-se os últimos eleitos por eles foram Eduardo Cunha e Rodrigo Maia. Se seguirem nessa linha, podem eleger qualquer político bom de conversa e de acordões.

Meu vizinho Alexandre Borges afirmou semana passada que parte da mídia trabalha para derrubar Temer porque Lula teria mais chances de voltar à presidência por eleições indiretas, e não pelo voto popular. Discordo. Não só Lula não se candidataria agora como tem uma minoria na Câmara. E os deputados do centrão não gostariam de voltar a 2016 elegendo alguém que agravaria a crise econômica e a crise política.Mais >

Pessoa ligada ao Senador Humberto Costa do PT é alvo da Lava Jato no Pernambuco


A Polícia Federal, em conjunto com a Procuradoria-Geral da República, deflagrou nesta terça-feira a Operação Satélites, nova fase da Operação Lava-Jato, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ao todo, estão sendo cumpridos 14 mandados em 13 endereços, sendo cinco na cidades de Recife (PE), dois em Brasília (DF), dois Maceió (AL), três Rio de Janeiro (RJ) e dois Salvador(BA), para investigar indícios dos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.Mais >

Petistas querem Lula a todo custo


Sites fakes (falsos) criados especialmente para confundir o eleitorado brasileiro estão surgindo minuto a minuto, e a maioria deles é financiado pelo PT para jogar falsas pesquisas dando sempre a vitória de Lula nos dois turnos, e ainda é fácil notar que Marina segue em segundo lugar, porquê isso? Seria mais fácil derrotá-la, já que ela é simpatizando da sigla, ladra petista.

Família de Marisa Letícia autoriza doação de órgãos


1o18

A ex-primeira-dama e mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa Letícia Lula da Silva, 66, teve morte cerebral nesta quinta-feira (2) em razão de complicações causadas por um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico.

Lula e sua família autorizaram o procedimento de doação de órgãos após constatação de “ausência de fluxo cerebral”. Em post no Facebook, o ex-presidente agradeceu às “manifestações de carinho e solidariedade”.

A morte cerebral foi confirmada em dois exames: o primeiro, no início da manhã, e o segundo, por volta das 12h45, como estabelece o protocolo para oficialização desse tipo de óbito. O velório será realizado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (ABC Paulista), cidade em que reside a família Lula.Mais >

Campanha de Dilma pagou funcionários de Temer em 2014


3468A campanha presidencial de Dilma Rousseff (PT) em 2014 pagou o salário de assessores pessoais de seu vice na chapa e hoje presidente da República, Michel Temer.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a chefe de gabinete de Temer e o atual secretário de Comunicação da Presidência foram, por exemplo, remunerados pela “candidata Dilma Rousseff” durante a disputa presidencial, embora o peemedebista tenha registrado uma conta própria na Justiça Eleitoral.Mais >

PT caiu menos onde investiu mais no Bolsa Família, diz jornal


Partido que mais perdeu prefeituras na comparação com a eleição anterior, o PT se livrou de uma queda ainda maior graças ao desempenho nos municípios do Nordeste com grande incidência do Bolsa Família. Analistas políticos avaliam que, apesar da legenda também ter encolhido na região, a força do programa de distribuição de renda diminuiu o tamanho da derrota.Mais >

Náufrago, PT estima perder o controle de 50 mil cargos comissionados em 2017


Vem pra rua 

Apeado do governo federal e com cerca de 350 prefeituras a menos do que havia conquistado em 2012, o PT projeta um cenário em que até 50 mil pessoas que ocupavam cargos comissionados nas máquinas administradas pelo partido perderão os postos em 2017, quando a sigla será desalojada de grandes estruturas como a Prefeitura de São Paulo, por exemplo.

O número circula em reuniões internas. Além do revés político, uma questão prática: as doações dos filiados — agora sem cargo — devem despencar.

Naufragou

Petistas avaliam que a derrocada no Sudeste — principalmente em São Paulo — era prevista. Lamentam que nem no Nordeste, de onde o partido esperava tirar forças para se reerguer, o cenário foi positivo.

Juntando os cacos

O PT de São Paulo fará uma série de reuniões de avaliação da campanha à reeleição de Fernando Haddad. De volta à oposição, o partido planeja apresentar aos militantes, em novembro, propostas para a atuação na capital paulista.

Por PAINEL / FOLHA