Após confronto, grupos pró e anti-PT anunciam atos para esta sexta

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os movimentos sociais organizam ato para a tarde desta sexta-feira (4) em resposta à condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Informações preliminares dão conta de que o petista está sendo levado ao aeroporto de Congonhas, onde deve prestar depoimento à Polícia Federal.

Coordenador dos Movimentos Populares, Raimundo Bonfim avisa que haverá reação: “No início da tarde faremos uma reunião de emergência da Frente Brasil Popular. Vamos organizar a resistência.” Mais >

Presidente do PT convoca reunião de emergência após operação contra Lula

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ao saber da operação contra Lula, Rui Falcão, presidente nacional do PT, convocou uma reunião de emergência do diretório nacional do partido. O encontro será na manhã desta sexta-feira, em São Paulo.

A Operação Lava Jato, que começou em março de 2014 e investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, chegou à 24ª fase nesta sexta-feira (4). Segundo a Polícia Federal (PF), a operação ocorre na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, e em outros pontos em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. O Instituto Lula também é alvo da ação da PF.

Segundo a PF, o ex-presidente é alvo de um dos mandados de condução coercitiva – quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento. Ele não foi preso.
Perto das 8h40, Lula foi levado para o Aeroporto de Congonhas, em um carro descaracterizado, para depor à PF. Às 8h51, ele prestava depoimento dentro do aeroporto.

Há indício de que Lula recebeu verba desviada no petrolão, diz Procuradoria

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em sua manifestação mais contundente desde o início da Operação Lava Jato, a força-tarefa do Ministério Público Federal afirmou em nota que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi “um dos principais beneficiários” de crimes cometidos no âmbito da Petrobras.

O comunicado dos procuradores, que detalha as ações da 24ª fase da Lava Jato, deflagrada nesta sexta (4), diz que há evidências de que o ex-presidente recebeu valores do esquema da estatal por meio das reformas em um apartamento tríplex no Guarujá, de um sítio em Atibaia e também por meio de doações e palestras.

Lula foi alvo de um mandado de condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor e depois liberado) em seu apartamento em São Bernardo do Campo e foi encaminhado ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Termina o depoimento de Lula à PF no aeroporto de Congonhas, em SP

Foto: Divulgação G1
Foto: Divulgação G1

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas terminou por volta das 11h40 desta sexta-feira (4). As mesmo tempo, quatro carros da Polícia Federal e um da Receita Federal deixaram o prédio de Lula em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Lula depôs no pavilhão das autoridades do aeroporto por mais de três horas.

A notícia que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foiconduzido coercitivamente por policiais federais para prestar depoimento pela 24ª fase da Operação Lava Jato na manhã desta sexta-feira (4) se espalhou rapidamente e movimentou a frente do prédio onde reside o petista, em São Bernardo do Campo, no ABC, e o saguão do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, onde Lula prestou depoimento.Mais >

Líder do PT acusa ação contra Lula de ser política, ilegal e golpista; ‘os pobres vão nos defender’

Líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (BA) - Foto: Divulgação
Líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (BA) – Foto: Divulgação

O líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (BA), afirmou em entrevista coletiva na manhã desta sexta (4) que a ação da Operação Lava Jato contra o ex-presidente Lula é “ilegal, “política” e “golpista”. Segundo ele, os pobres do Brasil vão defender o petista.

“Essa ação confirma que se trata de uma operação política e ilegal, atacando o presidente Lula, o PT e principalmente as conquistas populares do último período”, afirmou Florence.

O petista disse que as bases do partido e movimentos sociais estão sendo convocadas para montar uma vigília e fazer manifestações de apoio ao ex-presidente em todo o país.

“O presidente Lula sucessivas vezes prestou depoimento. A busca de pistas são malogradas, não existe pista e sobretudo prova contra o ex-presidente. […] A Lava Jato é ilegal e está com conotação política há muito tempo. Eles não estão agindo com serenidade, estão colocando gasolina na fogueira”, acrescentou.Mais >

Alvo da 24ª fase da Lava Jato, ex-presidente Lula é levado pela PF para depor

Imagem ilustrativa da internet

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado para depor à PF (Polícia Federal), na manhã desta sexta-feira, por conta da 24ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nas primeiras horas do dia. Agentes se dirigiram à casa de Lula em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e de seu filho Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, em São Paulo, assim como às sedes do Instituto Lula e da construtora Odebrecht, ambas localizadas na capital.

O ex-presidente Lula foi levado para depor nas dependências do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Havia a expectativa de que ele poderia ir para a sede da PF no bairro da Lapa, mas o prédio em questão foi fechado por questões de segurança – inclusive, A PF cancelou a emissão de passaportes no local no dia de hoje.

Polícia deflagra nova fase da Lava Jato na casa do ex-presidente Lula

Foto: Divulgação/TV Globo
Foto: Divulgação/TV Globo

A Operação Lava Jato, que começou em março de 2014 e investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, chegou na 24ª fase nesta sexta-feira (4). Segundo a PF, Segundo a PF, a operação ocorre na casa do ex-presidente Luiz Inácio da Silva, em São Bernardo do Campo, e em outros pontos em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. O ex-presidente é alvo de um dos mandados de condução coercitiva e será obrigado a prestar esclarecimentos, segundo a Polícia Federal.

Segundo o G1, a ação foi batizada de “Aletheia” e é uma referência a uma expressão grega que significa “busca da verdade”. Às 6h50, policiais estavam em frente ao Instituto Lula, em São Paulo.

Ao todo, foram expedidos 44 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva – quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento.

De acordo com a PF, entre os crimes investigados nesta etapa estão corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros praticados por diversas pessoas no contexto de esquema criminoso revelado e relacionado à Petrobrás.Mais >

A casa caindo? Lula presta depoimento à PF sobre MPs investigadas na “Operação Zelotes”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi ouvido nesta quarta-feira (6), na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, pela força-tarefa da Operação Zelotes, que investiga a suposta venda de duas medidas provisórias na época em que ele comandou o Palácio do Planalto e uma no governo Dilma Rousseff

Polícia Federal quer ouvir ex-presidente Lula e ex-ministros

A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal para ouvir o ex-presidente Lula sobre o esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. A solicitação está no ofício da PF que pede mais prazo ao ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava Jato no STF, para dar continuidade a um dos inquéritos da operação.

Antes de tomar uma decisão, Zavascki deverá pedir parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre a viabilidade dos depoimentos. Segundo a PF, Lula não é investigado e justifica o pedido argumentando que, como nove ex-ministros são citados ou investigados pela Operação, se faz necessário ouvir o ex-presidente, que era o mandatário geral da nação.

STF confirma pedido da Polícia Federal para ouvir Lula em inquérito ligado a Lava Jato

002

A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja ouvido no inquérito que investiga envolvimento de políticos no esquema de corrupção na Petrobrás.

O pedido foi feito pelo delegado Josélio Sousa. Ele suspeita que Lula pode ter sido ‘beneficiado pelo esquema em curso na Petrobrás, obtendo vantagens para si, para seu partido, o PT, ou mesmo para seu governo’.

Para não comprar briga, Lula aconselha Dilma a pagar logo a 1ª parcela do 13º Salário dos aposentados

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, andou aconselhando a presidente Dilma Rousseff a pagar logo a metade do 13º dos aposentados e  não comprar mais essa briga, como informou o jornal, estado de S. Paulo.

Para Lula, o governo precisa criar um ambiente de otimismo e não pode só dar “más notícias”.

“Mentiroso, Cachaceiro e Ladrão”, palavras do Pastor Silas Malafaia que rendem contra Lula

Mais >